quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Salazar o Fascismo, Porto e Benfica, Mentiras dos nossos dias


Nos últimos tempos tem sido comum encontrar espalhada pela blogosfera uma redonda e persistente mentira, segundo a qual o Benfica seria um clube conotado com o antigo regime ou protegido pelo mesmo.
Em cerca de trinta anos de adepto de futebol nunca tinha ouvido tal coisa, e foi preciso aparecerem uns iluminados, fanatizados e instrumentalizados por um certo poder, para ver lançada no ar essa atoarda, como se se tratasse da mais cristalina das evidências.

A afirmação é tão absurda que não mereceria mais que o silêncio. Mas ainda assim, não gostaria de perder a oportunidade de deixar aqui algumas notas, para que os mais novos não se deixem enganar, e a partir das quais se pode ver o ridículo em que caem aqueles que, por fraqueza de espírito, ingenuidade ou ignorância, se deixam manipular e fanatizar por quem deles se serve e assim perpetua um poder bem mais absoluto do que devia, e para o qual a ética e a justiça estão, não na ponta da espingarda como diria Mao-Tse-Tung, mas sim numa qualquer comemoração triunfante na Alameda das Antas. Vejamos:

1 - Será o menos importante, mas para começar, a cor vermelha diz bastante. Salazar, que nem sequer gostava de futebol, nunca patrocinaria um clube com as cores da sua figadal inimiga União Soviética. A comunicação social até foi forçada a utilizar a palavra “encarnados” para descrever o Benfica, de modo a não conjugar “vermelhos” com “vencedores”, o que poderia ser dramático para o regime. Ao contrário do Real Madrid – que usava cores queridas aos falangistas de Franco -, o Benfica usava as cores da revolta. Diria até que, por exemplo, o azul e o branco ficariam esteticamente bem melhor com toda a simbologia salazarista.

2 - O Estado Novo teve início em 1926 e começou a desintegrar-se em 1961 com as crises estudantis e a guerra colonial. Pois foi precisamente na fase decadente do antigo regime que o Benfica emergiu como força dominante do desporto português.
Nos primeiros vinte e cinco campeonatos nacionais (entre 1934 e 1959, ou seja o período mais relevante do Salazarismo), a lista de vencedores é encabeçada pelo Sporting com 10 títulos, seguindo-se o Benfica com 9, o F.C.Porto com 5 e o Belenenses com 1. O Benfica tinha portanto vencido 36 % dos campeonatos – em 2008 tem 42%...

3 - O 25 de Abril foi, como todos sabem, em 1974. Pois nas três épocas seguintes o Benfica foi tri-campeão !. Nos vinte anos a seguir à revolução o clube da Luz, não parecendo sentir nada o fim da ditadura, venceu 10 campeonatos, 7 taças, e foi a 3 finais europeias. No mesmo período o F.C.Porto conquistou 8 campeonatos, 5 taças e foi a 2 finais europeias. O Sporting venceu 2 campeonatos e 2 taças.
A crise benfiquista, e a consequente hegemonia portista, deu-se apenas devido às sucessivas má gestões de Jorge de Brito (neste caso mais de quem o acompanhava), e sobretudo, Manuel Damásio e Vale e Azevedo que, paralelamente a outros aspectos, abriram campo aos triunfos portistas das últimas decadas.

4 - Por falar em presidentes, o Benfica foi ao longo da sua história, e enquanto durou o regime anterior, quase sempre presidido por ilustres oposicionistas. Félix Bermudes foi perseguido pela PIDE, e no consolado de Tamagnini Barbosa o clube chegou a correr o risco de ser encerrado pelo governo por alegadamente estar tomado por “conspiradores”. Um outro presidente (Júlio Ribeiro da Costa) teve mesmo de se demitir para que o clube não fosse mais penalizado pelo regime, dada a sua forte conotação política com a oposição. O Benfica chegou a ter um presidente operário (Manuel Afonso, também, naturalmente, oposicionista), e foi, de longe, o clube desportivo que mais problemas criou a Salazar, como de resto seria de esperar numa agremiação tão marcadamente popular desde a sua fundação.

5 - Os órgãos sociais do Benfica sempre foram eleitos democraticamente, o que por diversas vezes foi alvo do olhar recriminador da PIDE, que acompanhou os actos eleitorais e assembleias-gerais bem de perto. Durante muitos anos foi o Benfica a única das grandes instituições do país onde o poder era escolhido através de voto livre e democrático. Nem o Jornal do clube escapou à perseguição, sobretudo quando tinha à sua frente José Magalhães Godinho.

6 - Os poderes públicos apoiavam tanto os “encarnados” que em 1956 escolheram o Sporting – por convite - para participar na primeira edição da Taça dos Campeões Europeus, apesar do campeão da época anterior ter sido o Benfica.

7 - O Estádio das Antas, construído com fortíssima ajuda do regime, e financiado por gente a ele ligada, foi inaugurado num dia 28 de Maio, data em que Gomes da Costa havia partido do norte em direcção a Lisboa para instalar a ditadura em Portugal, 26 anos antes. Curiosamente, o Benfica estragou a festa e venceu por…2-8 !!
Pelo contrário, o Estádio da Luz foi construído (muitas vezes literalmente) pelos sócios do Benfica, sem recurso a quaisquer subsídios, e permitiu ao clube acabar com os sucessivos despejos a que foi sujeito e a que foi estoicamente resistindo. Curiosamente, o estádio que o Benfica utilizava antes tinha sido arrendado pelo Sporting (clube da aristocracia lisboeta), que então lhe chamava Estádio 28 de Maio. O Benfica não só fez questão de o inaugurar num dia 5 de Outubro, como lhe mudou o nome, designando-o apenas por “Campo Grande”.

8 - No início dos anos quarenta, época dourada de Salazar, o F.C.Porto beneficiou da ajuda dos seus influentes homens do poder para, através de dois cirúrgicos alargamentos, evitar cair para a segunda divisão, após se ter classificado em terceiro lugar no seu campeonato regional, que na altura apurava as equipas (os dois primeiros) para a prova nacional. Mal se sabia que, décadas e décadas depois, seria novamente a sua influência a evitar a descida, agora por motivos bem diferentes, e bem mais nebulosos.

Saudação fascista dos jogadores do FC Porto


Saudação fascista dos jogadores do Sporting CP

9 - Como referiu Manuel Alegre – insuspeito de salazarismo – os relatos dos jogos do Benfica, e as suas vitórias, eram motivo de grande regozijo entre os exilados políticos. O Benfica era mesmo, para alguns deles, o único motivo de orgulho no seu país.

10 - O Benfica foi campeão europeu com jogadores que faziam parte dos movimentos de libertação das colónias, como Santana e Coluna. Obviamente que Salazar não teve alternativa senão engolir o sapo e colar-se ao êxito do clube, aproveitando-se dele para efeitos políticos.

11 - Nas comemorações da vitória aliada na segunda guerra mundial, toleradas por Salazar apenas por receio de represálias dos vencedores – sobretudo a tradicional aliada Inglaterra – viram-se nas ruas bandeiras de França, dos Estados Unidos, de Inglaterra e…do Benfica, estas naturalmente substituindo as da URSS, e utilizadas por oposicionistas comunistas.

12 – O hino do Benfica (“Ser Benfiquista”) cantado por Luís Piçarra não é o original do clube. O primeiro hino, composto por Félix Bermudes, chamava-se “Avante Benfica” e foi silenciado pelo regime.

13 – O Estádio da Luz passou 17 anos, desde a sua fundação, sem ser utilizado pela selecção nacional. Só já nos anos setenta se disputou o primeiro jogo de Portugal num estádio benfiquista. Nunca se jogou a final da taça na Luz ou em qualquer outro estádio utilizado pelo Benfica, ao contrário do que aconteceu nas Antas, onde o F.C.Porto disputou (em casa) nada menos que três finais, antes e depois do 25 de Abril.

14 - O primeiro grande escândalo de arbitragem na história do futebol português valeu um título ao F.C.Porto. Estávamos em 1939, no auge da ditadura salazarista, e no jogo decisivo os “vermelhos” viram um golo anulado nos últimos instantes, que valeria a vitória e o título. Também a história Calabote (que foi irradiado) está mal contada – e em breve poderei falar dela -, e de resto redundou num outro título para o F.C.Porto, que aliás já na altura demonstrava uma propensão enorme para se envolver em questões desta natureza.

15 – Ao longo dos anos do regime ditatorial, as situações em que os poderes públicos e federativos prejudicaram o Benfica administrativamente sucederam-se. Uma das mais conhecidas foi a não autorização para adiar o jogo da Taça de Portugal frente ao V.Setúbal, marcado para o dia seguinte à final de Amsterdão em 1962. Mas houve outras, como a marcação da repetição de um jogo para três dias antes da tal jornada de Calabote, obrigando o Benfica a um desgaste adicional que lhe poderá ter custado o título.

16 – Nunca em tempo algum o Benfica teve um seu sócio, ou mesmo adepto, como presidente de organismos ligados à arbitragem do futebol. O F.C.Porto é o que se sabe, e o Sporting também não se pode queixar pois tem agora lá um “emblema de ouro”.

17 - O Benfica conquistou mais títulos nacionais nas modalidades extra-futebol em democracia (57), do que em ditadura (44). Ao contrário, por exemplo, do F.C.Porto, que à excepção do caso específico do hóquei em patins, tem mais títulos antes da revolução de Abril do que depois (25 antes -19 depois).

18 - O Benfica tem entre os seus adeptos gente de todos os estratos sociais e sectores políticos. Mas convenhamos que Álvaro Cunhal, José Saramago, Xanana Gusmão, António Guterres, Jerónimo de Sousa, António Vitorino de Almeida, Artur Semedo, Manuel Alegre, Miguel Portas e muitas outras figuras da esquerda portuguesa, simpatize-se mais ou menos com elas, nunca seriam seguramente adeptos de um clube de algum modo relacionado com o regime fascista.

19 – É curioso que o Benfica, tendo adeptos espalhados pelo país e pelo mundo, tem maior expressividade precisamente nas zonas mais conhecidas pelo seu combate ao fascismo, ou seja Alentejo – onde a percentagem de benfiquistas é absolutamente esmagadora - e cintura industrial de Lisboa, nomeadamente a margem sul do Tejo. Pelo contrário, o F.C.Porto tem a grande maioria dos seus adeptos concentrados na região norte, pouco conhecida pelo combate democrático – pode ser injusto para muitos dizê-lo, mas a verdade é que a maioria dos agentes da PIDE eram nortenhos, e a maioria dos detidos eram provenientes justamente das zonas onde existe maior expressão do benfiquismo.
Nos anos quentes da reforma agrária, no pós-revolução, sei de pessoal das UCP’s alentejanas que se organizava em excursões para os jogos internacionais do Benfica.

20 – Seria interessante também fazer a contabilidade dos adeptos e sócios do Benfica nas ex-colónias. Como seria possível haver tantos benfiquistas, por exemplo, em Angola e Moçambique, se o clube tivesse alguma conotação com o regime que durante anos lhes negou a independência e lhes deu a guerra ?

in http://vedetadabola.blogspot.com

"o Benfica só ganhava por causa do Salazar!"

Neste últimos tempos, os adversários do Sport Lisboa e Benfica, designadamente os adeptos do FC Porto, têm recorrido a uma versão muito particular para explicar a riqueza do palmarés do Benfica, sobretudo no que diz respeito às épocas gloriosas dos anos 60 e 70. Segundo essas mesmas versões, os sucessivos títulos do SLB só foram conquistados à custa da protecção superior do regime anterior ao 25 de Abril; uma das expressões reiteradamente utilizadas é a de que, e passo a citar, “o Benfica só ganhava por causa do Salazar!”.

Este discurso não é novo, mas ressurgiu em força após a conquista do 31º título do historial do clube. O problema gerado pela difusão constante desta falsidade, como demonstraremos de seguida, é que de tantas vezes repetido, começa a parecer verdadeiro... Aliás, nestas últimas semanas, não têm faltado as declarações de várias personalidades distintas, desde comentadores encartados a populares anónimos, repetindo a “cassete” ensaiada até à exaustão. Já todos sabemos que, nestas coisas do futebol, a fé clubística dita leis implacáveis: se ouvimos algo a favor do nosso clube é verdade, se a referência é desagradável, então deve ser mentira...
A única solução neste tipo de contextos é recuperar a verdade através do recurso aos factos, à realidade indesmentível dos dados estatísticos. Por outro lado, é igualmente possível e aconselhável analisarmos alguns aspectos concretos que desmentem claramente a tal história que muitos insistem em divulgar.

Em primeiro lugar, comecemos por uma constatação evidente: o Benfica venceu muitos campeonatos na década de 60, não por causa do regime, mas devido à espantosa qualidade da sua equipa de futebol. Um argumento basta para comprovar o facto: mesmo que em Portugal tivesse existido a tal protecção e o Benfica fosse campeão sem mérito, como explicar as duas Taças dos Campeões Europeus de 1961 e 62? Como explicar as 5 presenças em 8 anos na final da mesma competição (61, 62, 63, 65 e 68)? Não me parece que a influência do regime fosse tão poderosa que conseguisse manipular os resultados de dezenas de jogos disputados em vários estádios da Europa. Aliás, o valor e o prestígio da equipa foram inúmeras vezes reconhecidos internacionalmente, razão pela qual recebeu prémios que com inteira justiça recompensaram as magníficas carreiras dos jogadores dessas épocas memoráveis.

Um outro aspecto que é mencionado com frequência, está relacionado com a origem de vários jogadores que foram determinantes nas vitórias desses anos: refiro-me à presença numerosa de atletas oriundos das então colónias portuguesas. Esquecem os detractores que qualquer clube português dessa altura possuía jogadores africanos, sobretudo de Angola e Moçambique, pelo que o recurso a esses jogadores não era privilégio exclusivo do Benfica, como facilmente se pode comprovar ao consultar os plantéis dos clubes que disputaram esses campeonatos.

Outro elemento que é omnipresente na tal versão parcial e injusta dos factos, é pretender convencer os adeptos do futebol que o Benfica deixou de ganhar depois de ser instaurada a liberdade em Portugal. Isto é, querem passar a ideia que a partir de 25 de Abril de 1974, o Benfica abandonou a posição de liderança incontestável que possuía anteriormente. Nada mais falso, como veremos!!!
Se repararmos na lista dos vencedores do Campeonato Nacional da 1ª divisão, verificamos que entre 1974/75 e 1994/95, precisamente os 20 anos que se seguiram ao 25 de Abril, os campeões foram os seguintes:

1975 – Benfica
1976 – Benfica
1977 – Benfica
1978 – FC Porto
1979 – FC Porto
1980 – Sporting
1981 – Benfica
1982 – Sporting
1983 – Benfica
1984 – Benfica
1985 – FC Porto
1986 – FC Porto
1987 – Benfica
1988 – FC Porto
1989 – Benfica
1990 – FC Porto
1991 – Benfica
1992 – FC Porto
1993 – FC Porto
1994 – Benfica
1995 – FC Porto

Conclusão: nos 20 anos (21 campeonatos) subsequentes ao 25 de Abril, o Benfica conquistou 10 títulos, o FC Porto 9 e o Sporting 2. O Benfica tem praticamente tantos campeonatos como os dois principais opositores... Nada mau para uma equipa que acusam de ter “desaparecido do mapa” após a Revolução... É evidente que começa a notar-se uma preponderância do FC Porto, que começava a demonstrar cabalmente as suas virtudes em termos de organização, gestão e sobretudo construção de excelentes equipas de futebol. Convém ainda acrescentar que, neste período, o Benfica continuou a evidenciar a sua hegemonia conquistando 9 Taças de Portugal, algumas delas precisamente contra o seu rival FC Porto, tendo mesmo vencido o adversário em pleno Estádio das Antas em 1983...

Nesta altura, podemos legitimamente perguntar quais foram as causas reais e indiscutíveis que conduziram o Benfica a 11 penosos anos de jejum? Como demonstrámos nas linhas anteriores, os motivos não têm rigorosamente nada a ver com o anterior regime, com o 25 de Abril ou com qualquer outro acontecimento da nossa História recente. As causas da decadência do Benfica foram claramente três, e manifestaram-se sobretudo a nível interno:
1. Sucessão de Presidentes e das respectivos equipas de gestão que foram empobrecendo o Benfica a vários níveis: o processo começou com Jorge de Brito, passou por Manuel Damásio e atingiu o auge (dramático) com Vale e Azevedo, que destruiu as principais características que o clube ainda possuía: bons jogadores, credibilidade interna e externa, gestão adequada às novas realidades desportivas e empresariais contemporâneas;
2. Confirmação do FC Porto como equipa de primeiro plano (tanto em termos nacionais como no plano internacional), fruto de uma elevada eficácia organizativa e de uma política acertada no que concerne a contratações de jogadores de qualidade;
3. Decréscimo acentuado da denominada “Mística Benfiquista”, que foi perdendo importância e influência devido ao número elevadíssimo de jogadores de qualidade duvidosa que passaram pela equipa, descaracterizando de forma acentuada o outrora poderoso e eficaz balneário do Benfica. Veja-se, a título de exemplo, o que foi feito após a conquista do campeonato em 1994: a equipa foi desmantelada em poucas semanas, o treinador vitorioso (Toni) foi dispensado, e as mais valias resultantes do título foram desbaratadas de um modo irresponsável e comprometedor, como aliás os 11 anos de jejum que se seguiram amplamente demonstram.

Conclusão: penso que estamos na altura de proceder a uma reposição cabal e abalizada dos factos respeitantes ao percurso do Benfica dos últimos 40 anos. Não foi o regime que recuperou de uma desvantagem de dois golos contra o todo-poderoso Real Madrid, e acabou por golear os madrilenos por 5-3 numa das melhores finais de sempre da Taça dos Campeões.

O Tri-Campeonato conquistado logo a seguir ao 25 de Abril (75,76 e 77) constituiu um sinal evidente que muitos fingiram ignorar: apesar das convulsões internas ditadas pelo conturbado período pós revolucionário, o Benfica continuou a demonstrar de forma clara e inequívoca que continuava a ser o grande baluarte do futebol português. Mais tarde, algumas decisões infelizes de certas personalidades que passaram pelo clube ocupando cargos para os quais não tinham qualquer competência, arrastaram o Benfica para um lamaçal de derrotas, recordes negativos e ausência de títulos.

in serbenfiquista

Mais informações: http://www.slbenfica.pt/incslb/pdf/verdadesdeturpadas.pdf

Coloquei isto aqui não com o objectivo de criar confusões, mas sim com o objectivo de informar todos os que diziam: "o Benfica só ganhava por causa do Salazar!".
Aqui fica a prova de que o Benfica não era o clube do regime e nunca foi beneficiado pelo mesmo..Bem pelo contrário foi inclusivamente perseguido! Ao contrário dos rivais que foram beneficiados pelo regime em vários aspectos:
Citar
- A ditadura ajudou o FC Porto a construir o já desaparecido Estádio das Antas, simbolicamente inaugurado a 28 de Maio de 1952, quase três anos após o início das obras (a 1ª pedra foi lançada em 1949).

- As ligações do FC Porto ao poder permitiram-lhe incrivelmente nas épocas de 1939/40 e 1941/42 conseguir 2 alargamentos dos nacionais para evitar descer à 2º divisão.

- O clube mais próximo da ditadura sempre foi Sporting, pois era o clube que tinha simpatizantes com maior peso na sociedade da altura, e mais tarde (na época do Almirante Américo Tomás)também o Belenenses.

- A 16 de Dezembro de 1960, Eusébio chegou a Lisboa para jogar no Benfica, ficando cerca de uma semana fechado num hotel do Algarve sob vigia de Domingos Claudino, por se recear uma tentativa de rapto por parte do Sporting (clube fortemente apoiado pelo regime).

Fonte: http://futeboltuga.com/comunidade/futebol-nacional/%28info%29-as-provas-de-que-o-benfica-nao-era-o-clube-do-regime-%27salazarista%27/

Autor: Miccoli

30 comentários:

Sublime Benfica Campeão disse...

...por estas e por outras é que o Futebol Corrupto do Porto foi,é e será sempre um clube miserável.

Viva o SLBenfica !!!



www.sublimebenficacampeao.blogspot.com

benfica até debaixo d'água disse...

Excelente dossier sobre este mito. Bela iniciativa este post. Gostaria de pedir ao autor deste post a autorização para postar este texto ( com as suas referências, como é óbvio) no meu blog.

VIVA O BENFICA

Falando Benfica disse...

Micolli, Excelente, sim senhor! Vou propô-lo para referência no Jornal da Gloriosafera.
Obrigado por seguires o blog, caro Kapotes.

Abraço.

Anónimo disse...

A não esqucer o sportinguist Gois Mota na altura comandante da Legiâo Portuguesa em que se fala num jogo do sporting com o Ateletico no intervalo foi á cabine do arbito de pistola em punho

kapotes disse...

Amigos Benfica até debaixo d'água
com toda a certeza pode colocar este post no seu blog.
Penso que este é um texto que tem de ser divulgado.
Nos dias que correm muita gente fala do calabote e do clube do regime, oiço muita gente bem mais velha do que eu falar de tudo isto e de nada sabe.
Muitos lagartos já se usam deste tema apenas com a intenção de lançar farpas ao Benfica.
Acho que é um texto importante que desmistifica muitas coisas do passado.
Futuramente irei escrever bem mais sobre este assunto até porque tenho em mãos algumas coisas interessantes.
Abraços Gloriosos Benfica até debaixo d'água

kapotes disse...

Caro Falando Benfica, é um texto como disse anteriormente que tem de ser divulgado
espetar com ele na cara de todos aqueles que deturpam a verdade de alguma forma.
Actualmente a mentira vendida pelos corruptos do clube do regime do calabote entre outras infelizmente está enraizada quase como uma verdade.
há que desmistificar esta enorme mentira.

Abraços

kapotes disse...

Caro anónimo
Em algumas das coisas que ando a levantar para escrever num post futuro li algo sobre esse assunto.
É uma verdade essa da pistola em punho mas poucos se atrevem a falar nela
Sim o grande beneficiado pelo regime foi o Sporting, acho que é público que grande parte do estádio deles foi construido com dinheiros publicos ou por doações... doações essas q em muitos casos foras doadas por altos cargos do entao governo Salazar... uma delas foi a antiga pista de tartan, à epoca uma das mais caras da Europa.

Abraços Gloriosos

redeagle56 disse...

Amigos Benfiquistas.

Clube do Regime, qual o nosso? está tudo esclarecido neste texto.

A Aliança Verdes azuis e brancos às riscas, devia ler este texto... mas coitados não lhes interessa, é como a ladainha do Calabote, aprenderam essa e não saem daí, só que se esquecem que esse campeonato não foi o Benfica que o ganhou foram os azuis e brancos do norte, que falta de jeito nós tinhamos para fazer maroscas.

Clube do Regime esse sim é os azuis do norte, desde que se instalou em Potugal a corrupção o compadrio os azuis ficaram como peixe na água, é frequente ver o Lider espiritual da seita em jantares e condecorações com os governantes e com os presidentes da Camara Municipal do Porto.

Muito mais havia a dizer, mas os meus dotes de escritor ficam por aqui.

SLB SLB GLORIOSO SLB

Portista contra as rivalidades disse...

Voçes sois muitoooooooo tristes realmente...So falam do F.C.P muitooooooooo falam do F.C.P.Porque será??? Do Braga ou do Sporting nao falam voçes assim? Nem do Boavista quando ainda brilhava na 1ª liga...So o F.C.P é que vos interessa meus caros amigos só o F.C.P é que é corrupto...Pois bem que eu me lembre tbm vos tiveram um presidente (que sempre se escondeu e foge a 7 pes da justiça) corrupto...A época passada o Braga tbm sofreu uma arbitragem suja quando estava a apenas 6 pontos do vosso magnifico clube (sem vos tirar o prestigio da época passada que sim voçes foram os melhores diga-se ja que o F.C.P fez uma me*** de uma época)...Voçes muito falam de nós e infelizmente falam smp demais...Eu nao simpatizo com o benfica mas nao insulto todos os benfiquistas ate porque tenho pessoas da minha familia que o são...E voçes antes de insultar os portistas deveriam olhar para os vossos familiares se4 ha algum por la e vejam a reacção deles quando voçes dizem o que dizem dos portistas...É satisfatorio para voçes magoarem assim os vossos entre queridos?

Se o é uma salva de palmas para a vossa BRILHANTE personalidade caros colegas


Um bem haja!

kapotes disse...

Amigo Redeagle56 factos são factos, mas vivemos
uma epoca em que uma mentira repetida até á exaustão se torna verdade.
Das verdades ninguém fala e tanto a imprensa como muitas pessoas exploram a mentira Calabote e afins apenas com a mesma intenção de sempre.

kapotes disse...

Caro comentador Portista contra as rivalidades
este post apenas teve a intenção de desmistificar uma mentira que tem vindo a ser explorada até à exaustão pelos dirigentes e adeptos do teu clube, factos são factos e a história fala por eles.
Se te aperceberes no post existem referências a Benfica, Sporting, Belenenses e Porto e a um período negro da história deste pais.
O problema é que quando vocês se deparam com as verdades partem para o insulto gratuito.

Forte abraço e obrigado pela visita.

MAIOR BENFIQUISTA disse...

NUNCA NINGUEM VIU SALAZAR NO ESTADIO DA LUZ, ALIAS O BENFICA FOI FUNDADO POR UM COMUNISTA (COSME DAMIÃO) E DURANTE MUITOS ANOS OS BENFIQUISTAS NÃO PODIAM DIZER QUE ERAM VERMELHOS MAS SIM ENCARNADOS, PALAVRA QUE AINDA HOJE NOS É FAMILIAR, POIS NUNCA DIZEMOS A CAMISOLA DO BENFICA É VERMELHA,O NOSSO RACIOCINIO É LOGICO PENSAMOS LOGO NO ENCARNADO.
MAS LAMENTO INFORMAR POIS JA VI FOTOS DO BENFICA COM A MESMA SAUDAÇÃO PORQUE NÃO HAVIA OUTRA FORMA DE SAUDAR SALAZAR OU OUTRO ALGUEM DO ESTADO NOVO. TANTO O PORTO COMO O SPORTING VEM DE ANTEPASSADOS ARISTOCRATAS E MONARQUICOS, DE UMA REALEZA SUCEDIDA A NOBRES COMERCIANTES DE VINHOS DO DOURO E O SPORTING DE CONDES.
JÁ NÓS FOI TUDO AS ESCONDIDAS NUMA FARMACIA DE LISBOA E POR ISSO QE O BENFICA É O CLUBE DO POVO E NÃO DE UMA ELITE APENAS.

Marcos Sobral disse...

OBRIGADO !!!! SO POSSO DIZER OBRIGADO POR PARTILHARES ISTO ! ÉS ENORME....

BENFICA SEMPRE

Dória Cassiana disse...

Nasci e cresci no Porto, sempre fui portista. Agora, vivo em Lisboa. Adoro o meu país. Brinco com as rivalidades clubísticas, mas abomino que se use o futebol ou qualquer outra coisa para semear separação entre o país. Já temos crise o suficiente. É preciso ter cuidado com estes discursos inflamados por melhores argumentos que se tenha. Não é acerca de ter razão.

kapotes disse...

Prezada Dória.
Eu também abomino que se use o futebol para semear a separeção entre o país até porque tenho raizes no norte interior.
Passo pelo pressuposto que tal como escreves abominas que se use o futebol para semear a separação do país abomines então o presidente do F.C.Porto que ao longo de 35 anos tem fomentado a separação e rivalidade entre norte e sul do país.
Em momento algum do post vislumbraste qualquer discurso inflamado, apenas leste uma pesquisa que foi feita com rigor e seriedade e foi desta forma reposta uma verdade que tanta vez o presidente do teu clube tentou e continua a tentar deturpar.
No Benfica não utilizamos discursos inflamado, salvo raras excepções, já o contrário não se poderá dizer, até porque para além de utilizarem o discurso partem para a agressão, vide o caso das bolas de golf, isqueiros a voar e até senhoras com mais de 50 foram brutalmente espancadas e tiveram o seu carro vandalizado.
Razões mais que muitas para inflamar seja o que for, nós Benfiquistas temos de sobra... Apesar de tudo não entramos no jogo sujo daquela gentalha.
Nós apenas lutamos pela verdade, e um dos propósitos deste blog é lutar pela verdade no futebol custe o que custar. A verdade tem de ser sempre reposta.

Agradeço desde já a sua visita ao Blog cara Dória.

Saudações

Anónimo disse...

Este texto é o melhor texto que já li sobre o glorioso e vem calar alguns ignorantes. Já agora junto mais um ponto no fim da 2º guerra dava-se vivas ao Benfica, à Inglaterra, EUA e França vencedores da guerra, Ao dar vivas ao Benfica queria-se obviamente dar vivas à União Sovietica.Ao seria de certeza por o SLB ser o clube do regime.

Anónimo disse...

iluminados do futebol e das letras que dão com verdades aquelas que os outros ditos inteligentes querem ouvir e ler sou do fcp não gosto do benfica mas não armo a mão para semear medos e bolas de golfe mas os arremessos aos autocarros parteu do lado do adep. do fcp ou de benfica o viva o desporto pelo desporto e acabem com as guerras que sou servem para criar um clima de estabilidade que não serve para quem gosta mesmo do desporto .
e para finalizar viva o futebol
ps; foi bonito ver como foram recebidos todos os jogadores da selecção

Anónimo disse...

vai levar no cu o comuna

kapotes disse...

Caro anónimo aqui não se dão verdades que se querem ouvir, aqui ninguém deturpou absolutamente nada, deste texto apenas estão escritos factos históricos devidamente comprovados por artigos da época e documentos oficiais da época.

Quanto às guerras, mas que guerras, aquelas que o teu clube tem vindo a fomentar ao longo de 30 anos?
Como disse anteriormente em resposta a uma pessoa, motivos temos mais que muitos de fazer uma guerra e todos nós sabemos quais são os motivos.

kapotes disse...

Caro anónimo

Quando não se tem argumentos, parte-se para a agressão verbal, muito tipico dessa gentalha.

Comuna ou não isso é um problema meu, até porque não misturo politica com futebol, podes não te ter apercebido mas o nome deste blog "avanteplobenfica" nada tem de politico ou partidos politicos, é somente uma homenagem ao verdadeiro hino do Sport Lisboa e Benfica que tem o nome de "Avante Pelo Benfica" que foi proibido e censura e pelo Salazar, aquele que segundo a vossa mentira era Benfiquista.

Anónimo disse...

não sei como a gente com tanta criatividade para contar tantas babuzeiras..o mundo esta perdido...

kapotes disse...

Boa noite caro anónimo...
Estás no teu direito de pensares como quiseres
afinal de contar aqui ninguém obriga ninguém a nada...
Há um porém, factos são factos e são factos comprovados historicamente.
Está disponivel em documentos oficiais para quem o desejar comprovar, arquivo nacional, torra do tombo, arquivo jornalistico.
Podes porém continuar a acreditar na historia de quem ta vendeu.
Como um dia Confucio disse "Somente os extremamente sábios e os extremamente estúpidos é que não mudam"

Rui Diogo disse...

... Excelente texto, maravilhosa pesquisa, que vai servir para elucidar mentes retrocidas ignorantes e fanáticas(que estão habituadas aos favorecimentos com que o(s) seu(s)clubes são amiúdamente brindados, seja através dos quinhentinhos, das viagens pagas aos arbitros ,da fruta ou café com leite e influências que podemos ver através das escutas do youtube.
como é que um clube predominante popular, como é o nosso Glorioso Sport Lisboa e Benfica, pode ser conutado com um regimen que abominava o vermelho.
Na altura do 25 de abril, tinha 13 anos e recordo perfeitamente que um dos clubes, na altura mais acarinhado pelo poder, era o belenenses, através de cerimónias(de cortar fitas)em que aparecia o clube da cruz de cristo e como sempre aparecia também a mocidade portuguesa e o inefável Américo Thomaz a cortar as fitas.É óbvio que o belenenses não tem culpa dessa preferência.

Locomeister disse...

Para desmistificar um bocado este artigo, eis a equipa do Benfica a fazer a saudação nazi:

http://www.forumscp.com/images/saudacao_fascista_slb.jpg

Roberto Rodrigues disse...

E não comentas a imagem que está em cima da equipa do Sporting a fazer exactamente o mesmo?

Só mais uma coisa: http://1.bp.blogspot.com/_exn1ksNnj1U/TDtGC_9oSdI/AAAAAAAAGXM/F3tauvqgiiI/s400/Salazar+recebe+Eq.Sporting,+cap.FMendes+quando+ganhou+a+Ta%C3%A7a+das+ta%C3%A7as.jpg

Locomeister disse...

Três coisas: o Sporting não me diz nada, o Salazar também não e finalmente a principal, este artigo diz que todos o clubes faziam a saudação fascista menos o benfica.

A foto que postei apenas têm a intenção de demonstrar que é mentira.

LeonoRleo disse...

vídeos»»»PESSOAL TOCA A VER A VERDADE DESPORTIVA DA ÉPOCA PASSADA.. "BORA" A PARTILHAR E A DIVULGAR!!!!!!
http://best-of-futebol.com/2011/01/verdade-desportiva-epoca-2009/

kapotes disse...

Em relação à saudação fascista, sim o Benfica foi obrigado a faze-la mas poucas foram as vezes que o fez ao arranjar uma artimanha para não a fazer, a solução encontrada prende-se com o facto de que todos os jogadores do Benfica que se apresentavão para a saudação segurarem a Bandeira do Benfica com a mão direita o que os impossibilitava de a tal saudação fascista.

Joel disse...

Engraçado acabei de encontrar uma fotografia antiga do Benfica a fazer a mesma saudação fascista...LOL Eu acho estranho vocês falarem do que os outros fazem de mal, mas quando chega a vocês é sempre tudo mentira. Mas que clubezeco mais pequeno.

Unknown disse...

Tretas, tretas, tretas... E é de rir dizer que o Calabote tá mal contado porque o Porto é que foi campeão... Foi porque este senhor não conseguiu fazer mais pelo SL Bosta no jogo... E falar em cassetes quando vocês não falam de outra coisa se não o apito dourado... E nesses anos o Porto ganhou taça UEFA e liga dos campeões porque?? Por causa do apito dourado??? Tenham vergonha na cara e pensem antes de falar!